segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

A IMPORTÂNCIA DO PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL



A Psicologia Organizacional estuda os fenômenos psicológicos presentes nas organizações, compreendendo e atuando nos processos relativos ao mundo do trabalho, explorando, analisando e oferecendo ferramentas para lidar com as múltiplas dimensões que caracterizam as pessoas, os grupos e as organizações. Mais especificamente, pode-se dizer que atua sobre os problemas organizacionais ligados à gestão de pessoas. Desta maneira, nota-se que a Psicologia Organizacional está ligada às empresas seja no bem-estar de cada um dos colaboradores, como até mesmo, nas emoções geradas no ambiente de trabalho.

Portanto, percebe-se no mercado atual de trabalho que algumas empresas ainda não possuem dentro do seu plano estratégico a inserção da Psicologia Organizacional. Assim, impossibilita o processo de crescimento econômico da empresa, deixando de favorecer o aumento da produção e a segurança das decisões vitais nos lugares estratégicos de sua empresa. Desconhecendo ainda seu importante papel no exercício de suas capacidades para salvaguardar a saúde mental e emocional da empresa.


O papel do Psicólogo Organizacional é aplicar princípios e métodos oriundos da Psicologia a questões relacionadas ao trabalho humano, com o objetivo de promover o desenvolvimento integral do trabalhador, a sua satisfação em relação ao trabalho que realiza e, por conseguinte, na promoção da saúde, na integração dos funcionários, na comunicação da diretoria e funcionário, e atua na busca de um atendimento às necessidades do homem e um maior rendimento do trabalho. Este profissional dentro de uma organização atua através do Recrutamento e Seleção de pessoal, entrevistas, aplicação de estes psicológicos, diagnóstico organizacional, treinamentos, integração do funcionário, avaliação de desempenho, reunião de equipe para promoção da qualidade de serviço, entre outros.


Enfim, o Psicólogo deve atuar como um facilitador dentro da empresa. O facilitador:
  • Da gestão de mudanças pelas quais a organização tem e terá sempre de passar, do relacionamento interpessoal;
  • Do desenvolvimento de pessoal e profissional, identificando, estimulando, direcionando, criando possibilidades para que as pessoas percebam em que aspectos podem melhorar;
  • Da integração, ajudando e preparando as lideranças a saberem lidar com as pessoas, pois cada líder deve ser gestor de Recursos Humanos, pois ele tem de estar próximo da sua equipe, desenvolvendo as pessoas, potencializando talentos;
  • Da satisfação pessoal, procurando através de pesquisa de clima e intervenções compatíveis, contribuir para que a organização seja um ambiente propício a satisfação das necessidades individuais, procurando colocar as pessoas em atividades que correspondam ao seu perfil e às suas expectativas.

Assim, é possível perceber que o psicólogo tem muitas atividades a desenvolver dentro da organização, no sentido pleno das potencialidades dos seres humanos que fazem parte de uma organização. É preciso colocar todo conhecimento, habilidades e atitudes de “cientistas do comportamento humano” a serviço das pessoas contribuindo desta forma para empresas mais humanas, onde o lucro seja uma consequência natural do trabalho bem feito, porque é feito por pessoas capacitadas e realizadas profissionalmente.


Pode-se então concluir que ser Psicólogo Organizacional é observar os fenômenos que acontece na organização e traduzir o indizível de forma que haja uma melhor interação entre os departamentos e entre os relacionamentos interpessoais. É apreciar o ser existente em sua totalidade e singularidade, cuidando e zelando pelo seu bem-estar e integridade na organização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário